As lâmpadas LED vêm se popularizando no mercado condominial com base em três grandes vantagens: gastam menos energia, demandam menos manutenção e duram muito mais. Especialistas apontam que o uso da iluminação LED pode diminuir a conta de luz das áreas comuns do condomínio pode ser de até 80%.

led-condomínios-1

Uma vez que um condomínio opte pela adoção das lâmpadas LED é recomendado que haja um estudo prévio da iluminação. Um arquiteto ou designer deve analisar os ambientes que serão contemplados com a nova tecnologia levando em conta a iluminação atual e as suas necessidades, para que o projeto seja o mais conveniente, funcional e eficiente.

Juliana Furlan, arquiteta especializada em iluminação, alerta para a importância de contar com o suporte de um profissional especializado: “Se o síndico que quer economizar com esse tipo de serviço simplesmente for até uma loja de produtos de construção ou de luminárias e comprar as lâmpadas sem orientação,  é bastante provável que a economia seja menor e os produtos adquiridos não sejam os mais indicados“.

led-condomínios-3

Outro ponto importantíssimo desse estudo é o chamado payback, que é o intervalo de tempo para que o condomínio receba de volta integralmente o que investiu na nova tecnologia. Esse período varia de acordo com o projeto.

Com informações do SíndicoNet