As Propriedades do Cromo Vanádio

, , , | 8 Comentários

O cromo vanádio é um tipo especial de aço formado pela combinação de diferentes ligas. A substância, padronizada como ASTM A-231 na nomenclatura industrial, é geralmente usada na fabricação de ferramentas de aço, fios de molas de alto diâmetro, e outras aplicações de alta tensão.
As propriedades físicas, químicas e mecânicas desse tipo de aço lhe dão características específicas de tolerância à carga, resistência à corrosão, dureza e comportamento (especialmente depois de soldagens e alívio de tensão), o que faz dela a substância ideal para certas aplicações. Durante sua produção, o cromo vanádio é esticado e tratado termicamente, dando a ele a propriedade de suportar choques em temperaturas elevadas.
COMPOSIÇÃO
O cromo vanádio é formado pela combinação de elementos químicos em diferentes proporções. O percentual de cada constituinte na formação é baseado nas características buscadas no produto final. Tipicamente, o cromo vanádio contém uma grande quantidade de cromo, entre 0,8 e 1,1 por cento, e a quantidade de vanádio é de aproximadamente 0,18 por cento, com 0,7 a 0,9 por cento de manganês. Outras substâncias incluem 0,5 por cento de carbono, 0,3 por cento de silício, e traços de outros metais. Quando as proporções são alteradas, as propriedades gerais da liga podem mudar e ela pode se comportar diferentemente em certas aplicações.
DUREZA E FORÇA
A dureza das substâncias industriais é um atributo físico indispensável porque especifica as aplicações em que o material pode ser usado. Baseado na medida feita por um sistema conhecido como escala de dureza de Rockwell, o cromo vanádio é designado como C41-55. Na avaliação da dureza, o método de Rockwell mede a profundidade da penetração quando a substância é submetida a uma carga. O cromo vanádio é estruturalmente forte, e sua resistência permite lidar com grande fadiga e desgaste. Na forma de lâminas, a substância pode ser moldada em diferentes formas e pode ser dobrada, achatada, e influenciada em formas intrincadas, sem quaisquer sinais de quebra ou qualquer tipo de degradação estrutural. Essa liga está disponível em diferentes categorias, que são usadas de acordo com as suas propriedades específicas. Por exemplo, uma variedade padronizada como SAE 6150, com porcentagem média a alta de carbono, é ideal para uso em molas, e outra variedade com bastante carbono, SAE 6195, é usada para a fabricação de rolamentos.
ATRIBUTOS ESTRUTURAIS
A força de tensão mínima do cromo vanádio é particularmente alta quando comparada a outras ligas, e está normalmente entre 190 e 300, dependendo da variedade e da nomenclatura química. Essa liga também exibe caraterísticas desejáveis em outros atributos de interesse, incluindo “módulo de elasticidade” e “módulo de torção”. O primeiro, também conhecido como módulo elástico, é uma medida matemática da tendência da substância a se deformar não-permanentemente, sob aplicação de uma força. O módulo de elasticidade do cromo vanádio é de 30, e seu módulo de torção é de 11,5; o módulo de torção é uma proporção utilizada para avaliar a rigidez de uma substância. A temperatura máxima de operação do cromo vanádio é de 218,3 graus Celsius, e sua densidade, medida em quilogramas por metro cúbico, aproximadamente 7861.

Fonte: eHow

8 Comentários

    1. Olá Amir, tudo bem? Você pode usinar, porém há alguns pontos que irão dificultar o processo, como a dureza do material, e com isso poderá causar o desgaste mais rápido da ferramenta. Esperamos ter te ajudado 😉

    1. Ola Eduardo!
      Na verdade, vc estará usando uma liga que perderá o sentido pra se forjar uma faca, visto ter outras ligas próprias para isso.
      Com ctz poderá perder propriedades visto, como explicado anteriormente, a liga não ser composta apenas por cromo e vanadio; isso dependerá de quais componentes estarão na peça que vc possui em mãos.
      Espero ter ajudado…
      Abraço
      Barone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Whatsapp Foxlux